segunda-feira, 28 de março de 2011

AMAR!!!


                 
Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!

Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar!Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...

Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:

É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada

Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

Florbela Espanca

4 comentários:

MYS disse...

♡*。・。♡*。・。
♡*。・。♡*。・。


A medida do amor
é amar sem medida.

Victor Hugo


♡*。・。♡*。・。

chica disse...

Linda poesia, linda escolha!beijos,chica

MYS disse...

olá....


O amor e o medo não podem andar juntos.
Quem tem medo não entende nada de amor.
Amar é, precisamente, não ter medo. É acreditar que se possui uma força imensa.
Quem ama sabe que é também possuído e protegido pelo amor.
E que, por isso, caminha noutra altura; voa por cima dos gelos, dos salpicos das ondas, das pedras aguçadas.
Vai por cima de um mundo muito pequeno, nas asas de um fogo, em mãos de fadas. Possui outra dimensão

abç de luz
MYS

Gisela disse...

GRACIAS AMIGA POR TU COMENTARIO ..AQUI TE DEJO EL MIO CON MUCHO CARIÑO TAMBIEN SOY TU SEGUIDORA...!!!