domingo, 8 de maio de 2011

A EVOLUÇÃO DA FORMA...


 A evolução da forma
Toda forma que vês
tem seu arquétipo no mundo sem-lugar.


Se a forma esvanece, não importa,
permanece o original.



As belas figuras que viste,
as sábias palavras que escutaste,
não te entristeças se pereceram.



Enquanto a fonte é abundante,
o rio dá água sem cessar.


Por que te lamentas se nenhum dos
dois se detém?



A alma é a fonte,
e as coisas criadas, os rios.


Enquanto a fonte jorra, correm os rios.
Tira da cabeça todo o pesar
e sorve aos borbotões a água deste rio.


Que a água não seca, ela não tem fim.



Desde que chegaste ao mundo do ser,
uma escada foi posta diante de ti,
para que escapasses.


Primeiro, foste mineral;
depois, te tornaste planta,
e mais tarde, animal.
Como pode ser isto segredo para ti?



Finalmente foste feito homem,
com conhecimento, razão e fé.


Contempla teu corpo; um punhado de pó
vê quão perfeito se tornou!



Quando tiveres cumprido tua jornada,
decerto hás de regressar como anjo;
depois disso, terás terminado de vez com a terra,
e tua estação há de ser o céu.

Passa de novo pela vida angelical,
entra naquele oceano,
e que tua gota se torne o mar,
cem vezes maior que o Mar de Oman.



Abandona este filho que chamas corpo
e diz sempre Um; com toda a alma.
Se teu corpo envelhece, que importa?
Ainda é fresca tua alma
.  

Jalal ud-Din Rumi
Poeta e místico sufi do século XIII
(Poemas Místicos, Ed. Attar, 1996)

8 comentários:

Maria José Speglich disse...

Temos gostos parecidos.
Seu blog é lindo.


Beijo!

MYS disse...

Brigada,

Fico mto Feliz!!!

Vou visitar vc amiga....conhecer seu blog....


Na Paz e na Luz
abç de luz
MYS

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Machado de Carlos. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

MYS disse...

Olá Fabrício,

Com certeza serei sua seguidora...

C/ palavras tão gentins e educadas, nem pensarei duas vezes...

ainda mais sendo seguidor amigo de uma pessoa na qual admiro mto!!!

Sou grata por sua visita e volte sempre e deixe palavras e mais palavras.... pq eu adoro!e presto mta atenção em tdu que me escrevem...

c/ um sol no coração quero dizer-te que somos tdos UM...

abç de luz
MYS

MYS disse...

Oi queridos Amigos,

Quero pedir desculpas a tdos aqueles que deixaram seus comentários neste post....

houve um problema na central dos blogs e eles tiveram que apagar algumas coisas...

fiquei triste... mas tdo bem, dos males o pior... poderiamos ter perdido os blogs!!!rs

Nem pensar... como eu, sei que tdos gostam de seus blos hehehe

Um bjo
abç de luz
MYS

Sergio Martins disse...

Este texto é mravilhoso; obrigado MYS! Tenha uma semana maravilhosa; bjs!

MYS disse...

Brigada amigo!

A vc tbém...
Uma ótima semana!!!

c/ sol no coração
abç de luz
MYS

Milene disse...

Q lindo ! A imagem tb.