domingo, 5 de dezembro de 2010

O Conto da Menina


A Menina e o Principe Encantado

Era uma vez uma menina que tinha um pássaro como seu melhor amigo.

Ele era um pássaro diferente de todos os demais: Era encantado.

Os pássaros comuns, se a porta da gaiola estiver aberta,
vão embora para nunca mais voltar.

Mas o pássaro da menina voava livre e vinha quando sentia saudades...

Suas penas também eram diferentes. Mudavam de cor.

Eram sempre pintadas pelas cores dos lugares estranhos e longínquos por onde voava.

Certa vez voltou totalmente branco, cauda enorme de plumas fofas como o algodão.
A menina tocou em suas penas e o pássaro se transformou em um lindo príncipe.
- Menina, eu venho de montanhas frias e cobertas de neve, tudo maravilhosamente branco e puro, brilhando sob a luz da lua, nada se ouvindo a não ser o barulho do vento que faz estalar o gelo que cobre os galhos das árvores. Trouxe, nas minhas penas, um pouco de encanto que eu vi, como presente para você...

E assim ele começava a cantar as canções e as estórias daquele mundo que a menina nunca vira.  E ela dizia você é um lindo príncipe fique comigo não vai embora nunca mais.E ele cantava e contava suas histórias, até que ela adormecia, e sonhava que voava nas asas do pássaro.
pela madrugada ele transformava-se em pássaro novamente e voava pela imensidão do céu.
Outra vez voltou vermelho como fogo, penacho dourado na cabeça.

... Venho de uma terra queimada pela seca, terra quente e sem água, onde os grandes, os pequenos e os bichos sofrem a tristeza do sol que não se apaga.

Minhas penas ficaram como aquele sol e eu trago canções tristes daqueles que gostariam de ouvir o barulho das cachoeiras e ver a beleza dos campos verdes.

E de novo começavam as estórias.

A menina amava aquele pássaro sabendo que não era apenas um pássaro e podia ouvi-lo sem parar, dia após dia. E o pássaro amava a menina, e por isso voltava sempre.

Mas chegava sempre uma hora de tristeza.

- Tenho que ir, ele dizia.
Beijava a menina com a pontinha do bico e sumia no azul do céu novamente dizendo com voz de vento, preciso ir.
- Ela choramingando dizia, por favor, não vá, fico tão triste, terei saudades e vou chorar...

- Eu também terei saudades, dizia o pássaro entre as nuvens. Eu também vou chorar. Mas eu vou lhe contar um segredo: As plantas precisam da água, nós precisamos do ar, os peixes precisam dos rios... E o meu encanto precisa da saudade. É aquela tristeza, na espera da volta, que faz com que minhas penas fiquem bonitas. Se eu não for, não haverá saudades.

Eu deixarei de ser um pássaro encantado e você deixará de me amar.
Quase não dava para ouvir sua voz de tão distante que se encontrava.
Assim ele partiu. A menina sozinha chorava de tristeza à noite. Imaginando se o pássaro voltaria.
E foi numa destas noites que ela teve uma idéia malvada.

- Se eu o prender numa gaiola, ele nunca mais partirá; será meu para sempre. Nunca mais terei saudades, e ficarei feliz.

Com estes pensamentos comprou umas lindas gaiolas, próprias para um pássaro que se ama muito. E ficou à espera.

Finalmente ele chegou, maravilhoso, com suas novas cores, com estórias diferentes para contar. Cansado da viagem, adormeceu.

Foi então que a menina, cuidadosamente, para que ele não acordasse, o prendeu na gaiola para que ele nunca mais a abandonasse. E adormeceu feliz. Foi acordar de madrugada, com um gemido triste do pássaro.

- Ah! Menina... Que é que você fez Quebrou-se o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das estórias...

Sem a saudade, o amor irá embora...

A menina não acreditou. Pensou que ele acabaria por se acostumar. Mas isto não aconteceu.

O tempo ia passando, e o pássaro ia ficando diferente. Caíram suas plumas, os vermelhos, os verdes e os azuis das penas transformaram-se num cinzento triste. E veio o silêncio; deixou de cantar.
Tornou-se um jovem triste e rude.
Também a menina se entristeceu.

Não, aquele não era o pássaro que ela amava.

E de noite ela chorava pensando naquilo que havia feito ao seu amigo...

Até que não mais agüentou. Abriu a porta da gaiola.

- Pode ir, meu príncipe, volte quando quiser...

- Obrigada menina. É, eu tenho que partir. É preciso partir para que a saudade chegue e eu tenha vontade de voltar.

Longe, na saudade, muitas coisas boas começam a crescer dentro da gente. Sempre que você ficar com saudades, eu ficarei mais bonito. Sempre que eu ficar com saudades, você ficará mais bonita. E você se enfeitará para me esperar...

E partiu. Voou que voou para lugares distantes. A menina contava os dias, e cada dia que passava a saudade crescia.

- Que bom, pensava ela, meu pássaro está ficando encantado de novo...
E cada vez que ele a voltava acariciava suas lindas penas ele se transformava em um lindo príncipe e a beijava, e ela sorria de felicidade.
E ela ia ao guarda-roupa, escolher os vestidos, e penteava seus cabelos, colocava flores nos vasos.

- Nunca se sabe. Pode ser que ele volte hoje!

Sem que ela percebesse, o mundo inteiro foi ficando encantado como o pássaro. Porque em algum lugar ele deveria estar voando.

De algum lugar ele haveria de voltar.

Ah! Mundo maravilhoso que guarda em algum lugar secreto um príncipe encantado que se ama...

E foi assim que ela, cada noite ia para a cama, triste de saudade, mas feliz com o pensamento.

- Quem sabe ele voltará amanhã...

E assim dormia e sonhava com a alegria do reencontro.
Autor: João do Rozario Lima

10 comentários:

MYS disse...

Olá meus amigos queridos,

Postei este conto simples, e bastante conhecido...
mais q nos ensina mto.

Quando criei este blog, estava passando por uma grande transformação em minha vida...algo q vinha buscando a algum tempo.
mas
Não foi fácil... Foi um gd desafio

e... num dasatino...

criei o blog como uma forma de expressar e tbém desabafar tudo que estava sentindo e sinto ...e tbém mostrar coisas que gosto..

Penssava q algumas pessoas poderian até ler, mais poucas,poucas...

este blog fez um mês!:)))

Este blog é um pedaçinho da minha vida, pois nele está exposto minhas idéias, emoções...aquilo q vou sentindo no meu dia a dia...tipo um diário...para poder ver e ler de vez em qdo.

Só q desta idéia foram chegando tdos vcs meus seguidores amados q sempre me deixam palavras de carinho...e dentro de mim nasceu outra forma de amor...pq amo tdos vcs...vcs me ensinam, me mostram caminhos, me dão idéias e eu só tenho a agradecer:)))

... este conto que nos ensina numa simplicidade grande como deve ser um verdadeiro AMOR...

sem apegos
sem cobranças
sem egoísmo
sem mentiras etc etc etc...

amor incondicional... aquele q não tem palavras para descreve-lo...só podemos sentir,
e feliz aquele q consegui sentir!!!

é dedicado a alguém muito especial...

... ando, meio assim...amando!!!

... estou meio assim amando incondicionalmente...
onde eu só quero a felicidade desta pessoa...
esta pessoa querida que me mostrou outra forma de viver...
esta pessoa q com toda a sua paciência, está me fazendo crescer, crescer muito!
crescer como pessoa, crescer espiritualmente...

esta pessoa que me deu forças para a criacão deste blog...

e estou assim q nem a menina do conto...quero mto esta pessoa, mais acima de tudo prezo a sua liberdade...por isso deixo solto...livre

mas o quero dizer é que amando assim... posso sentir algo mto gd no meu coração!!!

Gente amem assim... sem medo... sem apegos...sem prisões...
apenas amem :)))

compartilho c/ vcs este momento mágico da minha vida...
este novo olhar para vida!


este conto... tbém é uma forma de agradecer a ele, tudo que fez e está fazendo por mim!!!

Obrigada AMORE
muito obrigada por me mostrar esse novo caminho!
Que DEUS te abençoe,
vc merece toda felicidade do mundo...

estou compartinhando c/todos meus amigos
blogueiros, esta simples palavras que é para vc!

e dizer que,
TE AMO
TE AMO INCONDICIONALMENTE
MEU AMORE!!!

ABRAÇOS DE LUZ A TODOS
MYS

Astrid Annabelle disse...

Que lindo conto de amor MYS!
O post e o seu comentário.
Amor incondicional...sem ele não sobreviveremos!
Um beijo grande e muito agradecido por suas palavras lá nos meus comentários...
Astrid Annabelle

Eliane Gonçalves disse...

MYS,

Obrigada pelo seu carinho de sempre.

Ótima semana!

Eli.

Chica disse...

Adorei relembrar esse conto e ver no teu comentário que estás numa linda fase de tua vida e isso faz bem sempre,não?

Que tudo fiqu assim,bem legal e lindo!beijos,ótima semana,chica

MYS disse...

Olá,

Astrid, Eli e Chica pela visitinha e suas palavras,
isso aquece meu coração!

Chica suas palavras são importante p/ mim...
com certeza td vai ficar assim lindo, pq desta vez estou c/ meus pés bem plantados no chão...

amo incondicionalmente...não faço planos...não espero nada!!!

apenas AMO!!! :)))

abçs de luz p/ vcs
MYS

Natálys disse...

lindoooooo Mys....

adorei...
Abraço na tua Alma...........

iglesiasoviedo disse...

Gracias por tu visita y comentario.
Me ha gustado mucho el cuento de amor desinteresado, muy hermoso.

Jorge Maia disse...

Viva Fadinha,

Eu também te conheço, sou um outro tu.
Grato pelas tuas palavras de Amor profundo.
Desejo que vivas a tua verdade e esse teu grande Amor.
Um sopro de felicidade...

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá amada Mys.
Que linda está sua vida.
Quando estamos felizes, tudo transborda de nossa Alma: os sentimentos, as palavras e tudo mais.
Eu também sou muito Feliz, porque tenho ao meu lado uma pessoal muito Especial...somos muito mais que marido e mulher...somos Almas que se completam em uma sintonia perfeita de Amor, Carinho, Compreensão e Respeito.
Fico muito contente com seu momento e viva-o com toda intensidade...
Com Amor nossa vida ganha um outro sentido e outro colorido.
É pura magia.
Um enorme beijo em seu coração querida amiga e sejas sempre FELIZ!!!!

MYS disse...

Olá meus queridos,

Natálys,Iglesias,Jorge meu amadíssimo e amada LÚ,

que bom sentir um pouquinho de vcs perto de mim!!!

Estou Feliz por seus comentários ;)))

abçs de luz a todos
MYS